Noriña Vicente e a Próxima Geração

Half-Earth Scholar shares a fresh perspective on small but mighty species

A cientista Noriña Vicente documenta formigas, mariposas, besouros e outros insectos no Parque Nacional da Gorongosa, observando o mundo microscópico de um ecossistema que tem uma influência maior na biodiversidade do nosso planeta. Com florestas tropicais, savanas e zonas húmidas, o Parque da Gorongosa em Moçambique é ecologicamente único, e os seus cientistas estão empenhados em preservar a saúde da sua magnífica flora e fauna.
A viagem de Vicente para explorar o rico mundo natural da sua pátria começou com uma centelha de inspiração durante a infância. Um documentário televisivo com as colaborações de E. O. Wilson na Gorongosa, em colaboração com duas mulheres que faziam pesquisas de campo no mato. "Elas estavam no parque, estudando o comportamento dos leões", recordou Vicente. "Eu pensei, oh uau, há mulheres a estudar isto!"
Vicente ultimately earned a position managing the zoology specimens at the park’s E.O. Wilson Biodiversity Laboratory, which has discovered more than 100 new species. She specialized her studies on ants—inspired by Wilson’s lifelong work on these important insects. Through her research—and her camera lens—Vicente offers a fresh perspective on these miniature heroes of the forest ecosystem. Read her photo essay.
As a Half-Earth Scholar, Noriña is pursuing a master’s degree in conservation biology at San Francisco State University. The program empowers emerging leaders worldwide who generate valuable data that influence strategies and policies to protect biodiversity. Scientists like Vicente extend E. O. Wilson’s legacy and expand its reach to shape the next generation of environmental conservation.

“I like to think what I’m doing is not just something that will stay with me. As an African woman, I want to inspire other people, especially young girls.”​

Noriña Vicente at Half-Earth Day 2022

Noriña Vicente joined a panel at Half-Earth Day 2022 to discuss “Our Shared Future: People and Nature.” Part of her discussion is included in the highlight video above.

Impacto

Impacto

Os cientistas do Laboratório de Biodiversidade E. O. Wilson no Parque da Gorongosa descobriram mais de 100 espécies novas para a ciência, 25 espécies endémicas da Gorongosa, e recolheram dados sobre 750 espécies na Lista Vermelha da IUCN.

O que se segue

O que se segue

As Half-Earth Fellowships in Taxonomy and Biodiversity Exploration graduaram a sua segunda classe no final de 2022. O Ictiólogo Arcenia da Piedade Chivale, e o ornitólogo Raul Santacruz Chomela receberam formação intensiva em Gorongoza sobre taxonomia de peixes, taxonomia de pequenos mamíferos, anfíbios aquáticos, identificação de aves, e entomologia.
Fechar
Compare ×
Compare National Report Cards Continue Reviewing

Registo